May 29, 2024

Sindipetro-RS apoia a greve dos trabalhadores terceirizados da Refap

Os trabalhadores da Estrutural e da Engevale, empresas terceirizadas que prestam serviço na Refap, deflagraram greve nessa quarta-feira (27/03). Os trabalhadores da Estrutural são representados pelo Sindicato dos Metalúrgicos, já os trabalhadores da Engevale são representados pelo STICC.

Os trabalhadores da Estrutural decidiram pela greve após a reprovação de uma proposta que foi apresentada pela empresa e que não contempla parte das reivindicações levantadas pelos contratados. Os trabalhadores lutam por melhorias nas condições de trabalho e, principalmente, na remuneração dos contratos, que mesmo após o movimento grevista de 2023, permanece inferior à média nacional. As mediações das negociações estão no TRT4. O Tribunal apresentou uma nova proposta, mas em assembleia realizada na manhã dessa quinta-feira (28), os trabalhadores decidiram recusar.

Engevale
Os trabalhadores da Engevale apresentaram a pauta de reivindicações para a empresa, mas, até o momento, a empresa não vem demonstrando interesse na negociação, não apresentando nenhuma contraproposta, ficando apenas no campo das ameaças.

Refap
Esse problema é recorrente no RS devido a inexistência de uma convenção coletiva. Pela primeira vez, a Petrobrás demonstrou interesse em resolver esse problema e recebeu os sindicatos de representação dos trabalhadores para discutir a construção de um instrumento coletivo estadual para resolver os problemas relacionados aos contratos de rotina.

Lembrando que, no âmbito nacional, já existem negociações no sentido de ter um acordo nacional, nesse caso para as paradas de manutenção.

O Sindipetro-RS segue acompanhando o movimento desses trabalhadores, dando suporte para que as negociações avancem e os trabalhadores consigam ter os seus direitos já garantidos, como na questão da extensão do plano de saúde para dependentes: “Nós do Sindipetro-RS, o STICC e Sindicato dos Metalúrgicos estamos a disposição para negociar o mais breve possível essa convenção, nivelando os trabalhadores da Refap com os trabalhadores de outros estados”, reforça a presidenta Miriam Cabreira.

Reivindicação dos trabalhadores da Estrutural:
- Equiparação salário nível nacional;
- Vale alimentação de $900 - no polo é $800;
- Plano de saúde extensivo aos familiares;
- Fim das sucessivas renovações de contrato de 100 dias;
- Tempo para o banho no horário de saída para bater o ponto;
- Hora extra de 100%;
- Banheiros e bebedouros na área

Reivindicação dos trabalhadores da Engevale:
- Baixa remuneração em relação aos trabalhadores de outras refinarias;
- Vale alimentação de R$ 900;
- reajuste do salário em 10%
- convênio médico estendido aos dependentes (sem desconto)
- melhorias nos sanitários;
-melhorias nas horas extras, principalmente nos sábados para 100%

Facebook