May 29, 2024

FUP persiste na cobrança e Petrobrás anuncia novo concurso

A FUP e seus sindicatos, têm seguido enfatizando a relevância do resgate da função social da companhia na reconstrução do Brasil. Em todos os encontros e reuniões entre a gestão da Petrobrás e os representantes da categoria o assunto é levantado, pois é visível a necessidade da reabertura de concurso público para suprir a falta de mão de obra gerada pelos diversos PIDVs realizados ao longo dos últimos anos.

De acordo com o Dieese, a Petrobrás reduziu o número de empregados de 80 mil para cerca de 40 mil trabalhadores. Essa redução drástica de pessoal, contribuiu para o aumento da mão de obra terceirizada e não especializada, o que comprometeu a segurança no ambiente de trabalho.

A presidenta do Sindipetro Rio Grande do Sul, Miriam Cabreira, lembra que a necessidade de concurso é urgente, uma vez que a formação de novos petroleiros é longa e muitos petroleiros que já deveriam ter sido desligados, estão postergando seus PIDVs por falta de pessoal qualificado para ocupar essas vagas.

De acordo com o edital, ao todo, a estatal oferece 916 vagas imediatas e 6.412 para a formação de um cadastro de reserva. Todas as oportunidades são de nível médio técnico, com ganhos de até R$ 5,8 mil.

“Nós já havíamos falado que isso iria acontecer se o presidente Lula ganhasse a eleição e está acontecendo. Mesmo depois desse edital, com um número considerável de vagas, iremos continuar cobrando da gestão da Petrobrás a publicação de novos editais no intuito de suprir o baixo efetivo que temos principalmente nas unidades operacionais”, afirmou Deyvid Bacelar, coordenador da FUP, que elogiou a iniciativa e lembrou que esse concurso é fruto da cobrança constante da FUP.

A Petrobrás precisa de todos nós para reconstruir o Brasil. Por isso, inscreva-se no concurso público e quem sabe pode ser o próximo a vestir a farda laranja dos petroleiros.

FUP

Facebook